Caracterização da letalidade dos venenos de serpentes Bothrops jararaca e Crotalus durissus terrificus, por meio de ensaio em ovos embrionados de galinha


Publication type
Academic monograph
Language
Portuguese
Access rights
Open access
Abstract in Portuguese
Em 2017, a Organização Mundial da Saúde voltou a considerar o ofidismo como uma doença tropical negligenciada de maior prioridade. As serpentes do gênero Bothrops têm destaque por serem responsáveis por mais de 90% dos acidentes ocorridos no Brasil. Já o gênero Crotalus apresenta um percentual de 7,7%, com letalidade maior nos acidentes crotálicos (1,87%) (Fundação Nacional de Saúde, 1988). O ensaio em ovos embrionados de galinha (OEG), representa um modelo in vivo, alternativo ao teste convencional em camundongos para teste de letalidade, sendo um método bastante eficaz e versátil para estudos pré-clínicos, podendo também atuar de forma complementar aos testes in vitro. Sendo assim, o presente estudo teve como objetivo analisar, por meio de ensaio em OEG, a determinação da letalidade induzida pelos venenos, obtidos do laboratório de Herpetologia do Instituto Butantan de Bothrops jararaca e Crotalus durissus terrificus. Foi feita a avaliação da aplicabilidade de doses desafio desses venenos para calcular a dose letal 50% (DL50). Nesta pesquisa, foram utilizados 300 ovos fertilizados de galinhas da linhagem Novogen White, SPF, em embriões de 6 e 7 dias de desenvolvimento. Os OEG foram incubados a 37oC e 62% de umidade relativa até o momento de inoculação. Nos OEG, foram inoculados na cavidade alantoide, os venenos de B. jararaca (VBj) as concentrações de VBj: 84,2 μg a 2,63125 μg/ovo e C. durissus terrificus (VCdt) as concentrações de VCdt: 5,74 μg a 0,179375 μg/ovo, tendo como grupos controles o crescimento de ovos sem qualquer inoculação (GC) e controles inoculados com salina (GS) em paralelo. Os embriões foram analisados por meio de ovoscopia manual, após os tempos de incubação, nos intervalos de 24 horas e 48 horas, para avaliação da função vascular. Foi realizada a inspeção macroscópica das lesões dos embriões mortos e registro fotográfico. Os resultados obtidos de dose letal 50% (DL50) em OEG no teste de VCdt foram de DL50=0,8035 μg/ovo nos embriões de 6 dias e DL50=0,09113 μg/ovo nos embriões de 7 dias de desenvolvimento. Já o teste para VBj os valores estimados de DL50 foram de DL50=21,91 μg/ovos nos embriões de 6 dias e DL50=24,37 μg /ovo em embriões de 7 dias de vida embrionária. Os valores de DL50 obtidos em OEG ao serem comparados com os valores de DL50 em camundongos, demostraram ter boa correspondência entres as metodologias. A partir do uso dessa técnica, verificou-se que os OEG podem ser utilizados como alternativo ao método convencional em camundongos.
Reference
LIMA, Jessica. Jessica Moreira Lima. Caracterização da letalidade dos venenos de serpentes Bothrops jararaca e Crotalus durissus terrificus, por meio de ensaio em ovos embrionados de galinha. 2024. 70 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Animais de Interesse em Saúde: Biologia Animal) – Escola Superior do Instituto Butantan, São Paulo, 2024.
Link to cite this reference
https://repositorio.butantan.gov.br/handle/butantan/5342
Issue Date
2024


Files in This Item:

Jessica Moreira Lima - 2024.pdf
Description:
Size: 1.35 MB
Format: Adobe PDF
View/Open
Show full item record

The access to the publications deposited in this repository respects the licenses from journals and publishers.