Observação do comportamento alimentar de um espécime de Trachemys dorbigni com deficiência visual comparado a um espécime sem deficiência

Translated title
Observation of the feeding behavior of a specimen of Trachemys dorbigni with visual impairment compared to a specimen without impairment

Abstract
The chelonians are reptiles of the Order Testudines that have a rigid shell that covers their body, they are tortoises and turtles. The turtles show one of the most complex visual system among vertebrates, being extremely visual animals. In this study, we observed the foraging and feeding of two specimens of Trachemys dorbigni, one of them being visual impaired from birth and the other one considered normal (without visual impairment), aiming to delimitate how the lack of such an important sense for these species influences on your feeding behavior. The specimens were fed individually or in pair, every day of the week with 10g of varied food items between fruits, vegetables or proteins, in a specific area only for feeding. One species of aquatic vegetation (Salvinia sp.), was also used for observation. The blind specimen uses from strategies such as touch and smell to find the food, spending more time in a longer and slow process, demonstrating a difficulty to find the food when compared to the non-visual impaired specimen. The normal specimen also had a difficulty to find the food only when its vision wasi nterruptedby the aquatic vegetation present. No aggressive interactions between the two specimenswere observed when they were fed together.
metadata.dc.description.abstractpt
Os quelônios são répteis da Ordem Testudines que possuem um casco rígido que recobre seu corpo, são os cágados, tartarugas e jabutis. As tartarugas apresentam um dos sistemas visuais mais complexos entre os vertebrados, sendo animais extremamente visuais. No presente estudo, observamos o forrageio e alimentação de dois espécimes de Trachemys dorbigni (tigre d’água), sendo um deficiente visual de nascença e outro considerado normal (sem deficiência visual), com o objetivo de delimitar como a falta de um sentido tão importante para essa espécie influencia em seu comportamento alimentar. Os espécimes foram alimentados individualmente ou em dupla, todos os dias da semana com 10g de item alimentar variados entre frutas, verduras, legumes ou proteínas, em uma área específica apenas para alimentação. Uma espécie de vegetação aquática (Salvinia sp.), foi utilizada como enriquecimento no recinto para observação. O espécime cego utiliza de estratégias como o tato e olfato para encontrar o alimento, empregando um processo mais longo e demorado, demonstrando uma dificuldade maior para encontrar o alimento quando comparado ao espécime sem deficiência visual. O espécime sem deficiência visual também teve maior dificuldade de encontrar o alimento quando a visão desse foi interrompida pela vegetação aquática presente no recinto. Nenhuma interação agressiva foi observada entre os espécimes quando alimentados em dupla.
Reference
SILVA, Beatriz De Paula. Observação do comportamento alimentar de um espécime de Trachemys dorbigni com deficiência visual comparado a um espécime sem deficiência. 2020. 34p. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Biologia Animal: Animais de Interesse em Saúde) – Centro de Formação de Recursos Humanos para o SUS/SP; Instituto Butantan, São Paulo, 2020.
Link to cite this reference
https://repositorio.butantan.gov.br/handle/butantan/3699
Issue Date
2020


Files in This Item:

TCC_Beatriz de Paula.pdf
Description:
Size: 946.12 kB
Format: Adobe PDF
View/Open
Show full item record

The access to the publications deposited in this repository respects the licenses from journals and publishers.