Investigando a presença de Trypanosoma cruzi em gambás-de-orelha- preta (Didelphis aurita) residentes em um parque urbano da cidade de São Paulo

Translated title
Investigating the presence of Trypanosoma cruzi in black-eared possums (Didelphis aurita) living in an urban park in the city of São Paulo

Publication type
Academic monograph
Language
Portuguese
Access rights
Open Access
Abstract
The increasing appearance of Chagas disease insect vectors in the metropolitan region of São Paulo has led endemic control entities to be alarmed at the potential increase in the number of cases of the disease. Trypanosoma cruzi is a flagellated protozoan responsible of trypanosomiasis, which has as the main vectors hematophagous triatomines. In the recently reported colonies of Panstrongylus infestans in urban areas around São Paulo, most of them are carrying the protozoan. Mammals of the orders, Didelphimorphia and Cingulata are known as primitive reservoirs of T. cruzi, which is also found in Primates and Chiroptera. It is suggested that the dissemination of the protozoan to other species has occurred through predation and direct contact with physiological secretions contained in mucous membranes and lesions, since the secretions contained in paracloacal glands of marsupials are also an important contaminant material. The objective of this study were investigate the possible presence of the protozoan T. cruzi in blood samples of the Neotropical marsupial Didelphis aurita in the park of Instituto Butantan. For the analysis of hemoparasites, blood samples were collected from the caudal vein for 7 animals. The analysis were made with blood smears on histological slides fixed in methyl alcohol, and stained by the Giemsa method for observation by microscopy. No positive results were obtained for T. cruzi after analyzing the samples collected.
metadata.dc.description.abstractpt
Com o crescente aparecimento de insetos vetores de doença de Chagas na região metropolitana de São Paulo, entidades de controle de endemias se alarmaram para o potencial aumento dos casos da doença em municípios da Grande São Paulo. O Trypanosoma cruzi é um protozoário flagelado responsável pela tripanossomíase, doença que possui como principais vetores os triatomíneos hematófagos. Recentemente, há relatos do aumento de colônias de Panstrongylus megistus nos municípios próximos a São Paulo, sendo que em grande parte deles foi encontrado o protozoário. Sabe-se que mamíferos das ordens Marsupialia e Cingulata são reservatórios primitivos do protozoário, havendo também registros em Primatas e Chiroptera. Sugere-se que a disseminação do protozoário para outras espécies tenha ocorrido através da predação e contato direto com secreções fisiológicas contidas em mucosas e lesões, sendo as secreções contidas nas glândulas paracloacais também um importante material contaminante. Este trabalho objetivou pesquisar o protozoário Trypanosoma cruzi nas amostras de sangue de Didelphis aurita do parque do Instituto Butantan Para a análise dos hemoparasitas, foram coletadas amostras de sangue da veia caudal. A análise foi feita a partir de esfregaço sanguíneo feito em lâminas histológicas fixadas em álcool metílico, sendo coradas pelo método Giemsa, e observadas através de microscopia óptica. Não foram obtidos resultados positivos para T. cruzi após a análise das amostras coletadas.
Reference
SOUZA, Jéssica Fernanda de. Investigando a presença de Trypanosoma cruzi em gambás-de-orelha-preta (Didelphis aurita) residentes em um parque urbano da cidade de São Paulo. 2020. 26 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Animais de Interesse em Saúde: Biologia Animal) – Centro de Formação de Recursos Humanos para o SUS/SP; Instituto Butantan, São Paulo, 2020.
Link to cite this reference
https://repositorio.butantan.gov.br/handle/butantan/3727
Issue Date
2020

Show full item record

The access to the publications deposited in this repository respects the licenses from journals and publishers.