Caracterização da resposta imune a diferentes componentes oriundos do veneno de Crotalus durissus terrificus em cavalos imunizados para produção de soro anticrotálico

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributorCurso de Especialização em Toxinas de Interesse em Saúdept_BR
dc.contributorLaboratório de Imunogenéticapt_BR
dc.contributor.advisorSpadafora-Ferreira, Mônicapt_BR
dc.contributor.authorFerreira, Kalinca Monteiropt_BR
dc.date.accessioned2021-05-19T18:32:45Z-
dc.date.available2021-05-19T18:32:45Z-
dc.date.issued2020pt_BR
dc.date.submitted2020-
dc.identifier.citationFERREIRA, Kalinca Monteiro. Caracterização da resposta imune a diferentes componentes oriundos do veneno de Crotalus durissus terrificus em cavalos imunizados para produção de soro anticrotálico. 2020 p. 49. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização em Toxinas de interesse em saúde) – Centro de Formação de Recursos Humanos para o SUS/SP; Instituto Butantan, São Paulo, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.butantan.gov.br/handle/butantan/3756-
dc.description.abstractSnakebite accidents are very prevalent in Brazil and many other tropical countries, being on the list of “neglected tropical diseases” by the World Health Organization. Crotalus durissus terrificus is responsible for about 9% of all snakebite accidents that occur in Brazil. Its venom is composed of proteins and polypeptides that are responsible for several injuries that occur in the body. The major constituent of crotalic venom is crotoxin, accounting for about 60% of total venom. Antivenom serum produced for treatment purposes, still complies the effectiveness criteria similar to those when it was developed, that is, in the beginning of the 20th century, being the only treatment to neutralize the effects caused in the organism by the venom. Although the application of antiohidic serum is the most suitable treatment for snakebites, the shorter the elapsed time of the bite, the greater the effectiveness of the serum in neutralizing the effects of the venom, and the lesser the quantity and severity of side effects from this therapy. New technologies have emerged to improve the efficacy and minimize the side effects of serums, vaccines and drugs, including the use of peptides as immunogenic epitopes. The objective of this work was to characterize the cellular and humoral immune response to synthetic peptides derived from crotoxin in horses used for the production of anticrotalic serum. For this purpose, bioinformatics tools were used to predict possible immunogenic epitopes that were later synthesized and purified. The characterization of the immune response was carried out through enzyme-linked immunosorbent assays (ELISA) for antibody titration and cytokine detection and cell proliferation assays from peripheral blood mononuclear cells of horses used for the production of anticrotalic serum. We were able to observe a cellular and humoral response against the synthetic peptides of the CA and CB fractions of the crotoxin, with a greater antibody response against the peptide from the CB fraction compared to the response presented against peptides from the CA fraction. The production of the IL-4 and IFN cytokines in culture supernatant of mononuclear cells stimulated with the peptides was discrete, requiring a more detailed investigation in order to verify a possible inhibitory property by the peptides.pt_BR
dc.format.extent49 p.pt_BR
dc.language.isoPortuguesept_BR
dc.rightsOpen Accesspt_BR
dc.titleCaracterização da resposta imune a diferentes componentes oriundos do veneno de Crotalus durissus terrificus em cavalos imunizados para produção de soro anticrotálicopt_BR
dc.title.alternativeCharacterization of the immune response to different components of Crotalus durissus terrificus venom in horses immunized for the production of anti-crotalic serum.pt_BR
dc.typeAcademic monographpt_BR
dc.subject.keywordVeneno crotálicopt_BR
dc.subject.keywordCrotoxinapt_BR
dc.subject.keywordEpitopos imunogênicospt_BR
dc.subject.keywordCrotalus venompt_BR
dc.subject.keywordCrotoxinpt_BR
dc.subject.keywordImmunogenic epitopespt_BR
dc.contributor.butantanFerreira, Kalinca Monteiro|:Aluno|:Curso de Especialização em Toxinas de Interesse em Saúdept_BR
dc.contributor.butantanSpadafora-Ferreira, Mônica|:Pesquisador|:Laboratório de Imunogenéticapt_BR
dc.identifier.bvsccBR78.1pt_BR
dc.identifier.bvsdbIBProdpt_BR
dc.identifier.bvsdbEspecializacaoSESpt_BR
dc.degree.levelEspecializaçãopt_BR
dc.degree.grantorSecretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Centro de Formação de Recursos Humanos para o SUS/SP Dr. Antônio Guilherme de Souzapt_BR
dc.degree.grantorInstituto Butantanpt_BR
dc.degree.localSão Paulopt_BR
dc.degree.programEspecialização na Área da Saúdept_BR
dc.description.abstractptOs acidentes ofídicos são de grande prevalência no Brasil e em muitos outros países de clima tropical, constando no rol das “doenças tropicais negligenciadas” pela Organização Mundial de Saúde. A serpente Crotalus durissus terrificus é responsável por cerca de 9% de todos os acidentes ofídicos ocorridos no Brasil. Seu veneno é composto por proteínas e polipeptídeos que são responsáveis por diversas injúrias que ocorrem no organismo. O principal constituinte do veneno crotálico é a crotoxina, correspondendo a cerca de 60% do veneno total. O soro antiveneno produzido para fins de tratamento ainda obedece a critérios de eficácia similares aos de quando foi desenvolvido, ou seja, no início do século XX, sendo o único tratamento para neutralizar os efeitos causados no organismo pela peçonha. Embora a aplicação do soro antiofídico seja o tratamento mais indicado para picada de serpentes, quanto menor o tempo decorrido da picada, maior a eficácia do soro em neutralizar os efeitos do veneno, e menor a quantidade e severidade dos efeitos colaterais advindos desta terapêutica. Novas tecnologias têm surgido para melhorar a eficácia e minimizar os efeitos colaterais dos soros, vacinas e fármacos, dentre elas, destaca-se o uso de peptídeos como epítopos imunogênicos. O objetivo deste trabalho consistiu em avaliar se epítopos imunogênicos teóricos são reconhecidos por anticorpo e por células mononucleares de cavalos imunizados com o veneno total por meio da caracterização da resposta imune celular e humoral, frente a peptídeos sintéticos oriundos da crotoxina em cavalos utilizados para produção do soro anticrotálico. Para tal, foram utilizadas ferramentas de bioinformática para predição dos possíveis epítopos imunogênicos que foram posteriormente sintetizados e purificados. A caracterização da resposta imune frente aos peptídeos se deu por meio de ensaios imunoenzimáticos (ELISA) para titulação de anticorpos e dosagem de citocinas e ensaios de proliferação celular a partir de células mononucleares de sangue periférico de equinos utilizados para a produção de soro anticrotálico. Pudemos observar resposta celular e humoral contra os peptídeos sintéticos das frações CA e CB da crotoxina, sendo maior a resposta de anticorpos contra o peptídeo proveniente da fração CB em comparação com a resposta apresentada contra os peptídeos oriundos da fração CA. A produção das citocinas IL-4 e IFN no sobrenadante de cultura de células mononucleares estimuladas com os peptídeos foi discreta, sendo necessário uma investigação mais apurada afim de verificar uma possível propriedade inibitória por parte dos peptídeos.pt_BR
item.grantfulltextnone-
item.languageiso639-1Portuguese-
item.openairetypeAcademic monograph-
item.fulltextSem Texto completo-
crisitem.author.dept#PLACEHOLDER_PARENT_METADATA_VALUE#-
crisitem.author.orcid#PLACEHOLDER_PARENT_METADATA_VALUE#-
Appears in Collections:Curso de Especialização em Toxinas de Interesse em Saúde

Show simple item record

The access to the publications deposited in this repository respects the licenses from journals and publishers.