O recepcionamento e destinação das serpentes recebidas no Instituto Butantan

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributorCurso de Especialização em Animais de Interesse em Saúde: Biologia Animalpt_BR
dc.contributorMuseu Biológicopt_BR
dc.contributor.advisorPuorto, Giuseppept_BR
dc.contributor.authorRodrigues, Anna Caroline Victória dos Santospt_BR
dc.date.accessioned2021-05-28T11:57:40Z-
dc.date.available2021-05-28T11:57:40Z-
dc.date.issued2019pt_BR
dc.date.submitted2019-
dc.identifier.citationAnna Caroline Victória dos Santos Rodrigues: O recepcionamento e destinação das serpentes recebidas no Instituto Butantan. 2019. 28p. Trabalho de Conclusão de Curso Lato Sensu – Especialização em Biologia Animal: Animais de Interesse em saúde. São Paulo, 2012.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.butantan.gov.br/handle/butantan/3802-
dc.description.abstractSnakes register books have existed in Butantan Institute since 1903. These books are records of snakes lodged at the institution, containing information such as species, origin and sender. Currently, there is a specific area for receiving animals whose purpose is to record important information of snakes and other venomous animals that are delivered and donated to the institution, informing the donor, the species name and the risk level of these animals. Data analysis at the reception revealed that between 2012 and 2017 16,218 animals were recorded, including amphibians, lizards, amphisbaenians and snakes. Of these, a total of 15,478 are of snakes. While the genus of the serpents, 9,498 are poisonous of medical interest, consisting of pit vipers (Bothrops No. 5621), rattlesnake (Crotalus No. 3470), real coral snake (Micrurus No. 402) and bushmaster (Lachesis No. 5). The other 5,938 correspond to non-venomous snakes. Among the most frequent species, there are Erythrolamprus miliaris, Oxyrhopus guibei, Sibynomorphus mikanii and Tomodon dorsatus. At present, 92% of the snakes from the Butantan Institute come from São Paulo state and as regards the form of delivery, the official organizations account for only 3,490 of the total number of snakes delivered to the animal reception, against 9,731 specimens that were voluntarily delivered. The destination of the snakes received by the reception of the animals is done based on the species, animal conditions and the request of each laboratory. Among the laboratory, the Herpetology laboratory is responsible for receiving the largest amount of newly arrived species, receiving 81% of poisonous snakes and 44% non-poisonous snakes. It was still possible to count 294 exotic species among the genus Naja, Lampropeltis, Orthriophis, Pantherophis and Python. The present work constitutes an effort at institutional level to understand a little of the origin of serpents that enter the Butantan Institute. The objective proposed in this work has been achieved, based on the diagnosis of receiving snakes and distribution of specimens within the institution.pt_BR
dc.format.extent28 p.pt_BR
dc.language.isoPortuguesept_BR
dc.rightsOpen Accesspt_BR
dc.titleO recepcionamento e destinação das serpentes recebidas no Instituto Butantanpt_BR
dc.title.alternativeReception and destination of snakes received at the Butantan Institutept_BR
dc.typeAcademic monographpt_BR
dc.subject.keywordRecepção de serpentept_BR
dc.subject.keywordInstituto Butantanpt_BR
dc.subject.keywordReception of snakespt_BR
dc.subject.keywordButantan Institutept_BR
dc.contributor.butantanRodrigues, Anna Caroline Victória dos Santos|:Aluno|:Curso de Especialização em Animais de Interesse em Saúde: Biologia Animalpt_BR
dc.contributor.butantanPuorto, Giuseppe|:Pesquisador|:Museu Biológicopt_BR
dc.identifier.bvsccBR78.1pt_BR
dc.identifier.bvsdbIBProdpt_BR
dc.identifier.bvsdbEspecializacaoSESpt_BR
dc.degree.levelEspecializaçãopt_BR
dc.degree.grantorSecretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Centro de Formação de Recursos Humanos para o SUS/SP Dr. Antônio Guilherme de Souzapt_BR
dc.degree.grantorInstituto Butantanpt_BR
dc.degree.localSão Paulopt_BR
dc.degree.programEspecialização na Área da Saúdept_BR
dc.description.abstractptLivros de registro de serpentes do Instituto Butantan, existem desde 1903. Esses livros são registros das serpentes que deram entrada da instituição, contendo informações como espécie, procedência e remetente. Atualmente, existe um setor especifico para a recepção de animais, cujo objetivo é registrar as principais informações de serpentes e outros animais peçonhentos que são entregues e doadas a instituição, assim também informando ao doador a espécie e nível de periculosidade do animal, no ato da doação. A análise dos dados da recepção revelou que entre os anos de 2012 e 2017 foram registrados 16.218 animais, entre anfíbios, lagartos, anfisbenas e serpentes. Desses, um total de 15.478 são de serpentes. Enquanto os gêneros de serpentes, 9.498 são peçonhentas de interesse médico, compreendidas entre Jararacas (Bothrops No 5.621), Cascavel (Crotalus No3.470), Cobra coral- verdadeira (Micrurus No402) e Surucucu (Lachesis No5). Os outros 5.938 correspondem às serpentes não peçonhentas. Entre as espécies mais frequentes, as não peçonhentas Erythrolamprus miliaris, Oxyrhopus guibei, Sibynomorphus mikanii, Tomodon dorsatus. Atualmente 92% das serpentes do Instituto Butantan são procedentes do estado de São Paulo e quanto a forma de entrega os órgãos oficiais são responsáveis por apenas 3.490, do total de serpentes entregues a recepção de animais, contra 9.731 espécimes que foram entregues de forma voluntária. A destinação das serpentes recebidas pela recepção de animais é feito com base nas espécies, condições dos animais e da solicitação cada laboratório. Entre os laboratórios, o Laboratório de herpetologia é responsável por receber o maior volume de espécimes recém-chegados na recepção de animais, 81% das serpentes peçonhentas e 44% das não peçonhentas. Ainda foi possível contabilizar 294 espécies exóticas entre os gêneros Naja, Lampropeltis, Orthriophis, Pantherophis, Python. O presente trabalho configura- se como um esforço a nível institucional para buscar conhecer um pouco da origem das serpentes que entram no instituto Butantan. O objetivo proposto neste trabalho foi alcançado, a partir do diagnóstico da recepção de serpentes e a distribuição dos espécimes dentro da instituição.pt_BR
item.grantfulltextopen-
item.languageiso639-1Portuguese-
item.openairetypeAcademic monograph-
item.fulltextCom Texto completo-
crisitem.author.dept#PLACEHOLDER_PARENT_METADATA_VALUE#-
crisitem.author.orcid#PLACEHOLDER_PARENT_METADATA_VALUE#-
Appears in Collections:Curso de Especialização em Animais de Interesse em Saúde: Biologia Animal


Files in This Item:

TCC_Anna Caroline Vitoria.pdf
Size: 1.17 MB
Format: Adobe PDF
View/Open
Show simple item record

The access to the publications deposited in this repository respects the licenses from journals and publishers.