Purificação da imunoglobulina M a partir da utilização de frações do plasma humano empregando técnicas de cromatografia líquida

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributorCurso de Especialização em Biotecnologia para Saúde – Vacinas e Biofármacospt_BR
dc.contributor(LDP) Lab. Desenvolvimento de Processospt_BR
dc.contributor.advisorCheng, Elisabethpt_BR
dc.contributor.authorSantos, Andressa Assunção dospt_BR
dc.date.accessioned2022-02-15T17:57:08Z-
dc.date.available2022-02-15T17:57:08Z-
dc.date.issued2022pt_BR
dc.date.submitted2022-02-15-
dc.identifier.urihttps://repositorio.butantan.gov.br/handle/butantan/4188-
dc.description.abstractImmunoglobulin M (IgM) is a pentamer of approximately 950kDa, consisting of two heavy chains of 75kDa each, two light chains of 25kDa and a J chain of 15kDa. IgM is a promising therapeutic candidate due to increasing evidence suggesting its potential as a tumor marker, anti-inflammatory and immunomodulatory activities. In order to exploit its full potential, it is important that large amounts of IgM are available at low cost. In this work, two purification steps that were already being developed by the laboratory were explored. Purification by metal affinity chromatography (IMAC) and cation exchange of the pool from plasma purification on Sepharose 4FF followed by ANX Sepharose FF was evaluated. In IMAC, the purification was evaluated at pHs 5.0, 6.0 and 7.0 and the results indicate that with pH 6.0 in IMAC-Co2+ we obtained IgM with better recovery and greater purity. By varying the NaCl concentration in the equilibrium buffer between 250mM and 500mM, we found that IgM was obtained with greater purity in the purification in which 250mM NaCl was used in the equilibrium buffer. Using the cation exchange column, the results obtained were not satisfactory. The purity of IgM, calculated by the ImageJ program, was approximately 75%. To increase the purity of IgM, purification on the Superdex 200 gel filtration column will be evaluated.pt_BR
dc.format.extent86 p.pt_BR
dc.language.isoPortuguesept_BR
dc.rightsRestricted accesspt_BR
dc.titlePurificação da imunoglobulina M a partir da utilização de frações do plasma humano empregando técnicas de cromatografia líquidapt_BR
dc.typeAcademic monographpt_BR
dc.subject.keywordIgMpt_BR
dc.subject.keywordimunoglobulinaspt_BR
dc.subject.keywordpurificaçãopt_BR
dc.subject.keywordcromatografia líquidapt_BR
dc.subject.keywordimmunoglobulinpt_BR
dc.subject.keywordpurificationpt_BR
dc.subject.keywordchromatography Liquidpt_BR
dc.identifier.citationabntSANTOS, Andressa Assunção dos. Purificação da imunoglobulina M a partir da utilização de frações do plasma humano empregando técnicas de cromatografia líquida. 2022. 86 p. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso) – Instituto Butantan, São Paulo, 2022pt_BR
dc.contributor.butantanSantos, Andressa Assunção dos|:Aluno|:Curso de Especialização em Biotecnologia para Saúde – Vacinas e Biofármacospt_BR
dc.contributor.butantanCheng, Elisabeth|:Pesquisador|:Lab. Desenvolvimento de Processospt_BR
dc.identifier.bvsccBR78.1pt_BR
dc.identifier.bvsdbIBProdpt_BR
dc.degree.levelEspecializaçãopt_BR
dc.degree.grantorInstituto Butantanpt_BR
dc.degree.localSão Paulopt_BR
dc.degree.programEspecialização na Área da Saúdept_BR
dc.description.abstractptA imunoglobulina M é um pentâmero de aproximadamente 950kDa, sendo composto por duas cadeias pesadas de 75kDa cada, duas cadeias leves de 25kDa e uma cadeia J de 15kDa. IgM é um candidato terapêutico promissor devido ao aumento de evidências que sugerem seu potencial de marcador tumoral, atividades anti-inflamatória e imunomoduladoras. Com o intuito de que todo seu potencial seja explorado, é importante que grandes quantidades de IgM estejam disponíveis a baixo custo. Nesse trabalho foram exploradas duas etapas de purificação que já estavam sendo desenvolvida pelo laboratório. Aplicou-se cromatografia de afinidade ao metal (IMAC) na fração 350mM proveniente da ANX Sepharose FF, com o intuito de obter IgM com alto grau de pureza. Foi observado que a melhor faixa de trabalho foi em pH 6,0 utilizando como metal imobilizado o cobalto e solução contendo NaCl 250mM. Como segunda estratégia, aplicou-se cromatografia de troca catiônica na fração 350mM diluído 10 vezes com água purificada e ao contrário da IMAC, não obtivemos resultados satisfatórios em relação a pureza de IgM. Apesar dos resultados alcançados, ainda é necessário o desenvolvimento de novas estratégias e estudos para o aumento de IgM, a fim de se obter uma imunoglobulina mais pura para possível uso terapêutico.pt_BR
dc.contributor.externalcountryBrazilpt_BR
item.grantfulltextembargo_20990101-
item.languageiso639-1Portuguese-
item.openairetypeAcademic monograph-
item.fulltextCom Texto completo-
crisitem.author.dept#PLACEHOLDER_PARENT_METADATA_VALUE#-
crisitem.author.orcid#PLACEHOLDER_PARENT_METADATA_VALUE#-
Appears in Collections:Biotecnologia para a Saúde – Vacinas e Biofármacos


Files in This Item:

Existing users please Login
TCC_ Andressa Assunção dos Santos.pdf
Size: 4.05 MB
Format: Adobe PDF
Embargoed until January 1, 2099    Request a copy
Show simple item record

The access to the publications deposited in this repository respects the licenses from journals and publishers.