Análise de fenótipos de resistência e suscetibilidade ao desenvolvimento de encefalomielite autoimune experimental: Importância do background genético no delineamento experimental de um estudo


Publication type
Academic monograph
Language
Portuguese
Access rights
Restricted access
Abstract
Despite advances in science and technology in the search for alternative methods to replace animals in research, they are still indispensable for the evolution of scientific research and public health. For the refinement of research in animals, several models and genetic editing techniques were developed, which allow changes in the characteristics or properties of living organisms, generating reliable models of human systems and diseases in animals, contributing to the elucidation of illnesses mechanism and treatment. Experimental models developed through bidirectional genetic selection are valuable tools for the study of gene expression and modulation of multifactorial characters, allowing the concentration of genes of interest to the phenotypic character studied. The Experimental Autoimmune Encephalomyelitis (EAE) model is widely used for a better understanding of the mechanisms involved in the development and progression of Multiple Sclerosis, a currently uncurable disease. This project aims to evaluate the importance of genetic background in the development of EAE, in strains genetically selected for maximum (AIRmax) and minimum (AIRmin) inflammatory response. The results demonstrate that the AIRmax animals are susceptible to the disease, as well as the strain classically used in the literature to develop the EAE model, C57BL/6. The AIRmin animals do not develop any clinical motor alterations, confirming the resistance factor of this strain to the development of EAE. Global genetic analysis showed that signaling pathways related to this disease are inhibited in AIRmin animals. Thus, we can suggest that these pathways play a key role in the development of EAE, and these animals could be used to assess the importance of these pathways and the modulating genes involved in this process. Given the importance of the genetic background for the reduction and refinement of the animals use, we can suggest that the collaborative work between biotherists and researchers can be extremely relevant for a scientific project experimental design.
Abstract in Portuguese
Apesar dos avanços da ciência e tecnologia na busca de métodos alternativos para substituição dos animais na pesquisa, estes ainda são indispensáveis para a evolução da saúde pública. Para o refinamento das pesquisas foram desenvolvidas diversos modelos e técnicas de edição genética, que permitem alterações de características ou propriedades dos organismos vivos, gerando modelos fidedignos de sistemas e doenças humanas em animais, que contribuem para a elucidação do mecanismo e tratamento de doenças. Modelos experimentais desenvolvidos através de seleção genética bidirecional são ferramentas valiosas para o estudo da expressão e modulação gênica de caracteres multifatoriais, permitindo concentrar os genes de interesse ao caráter fenotípico estudado. O modelo de Encefalomielite Autoimune Experimental (EAE) é um modelo animal amplamente utilizado para uma melhor compreensão dos mecanismos de desenvolvimento e progressão da Esclerose Múltipla, doença atualmente sem cura. Este projeto objetiva avaliar a importância do background genético no desenvolvimento da EAE, em linhagens geneticamente selecionadas para máxima (AIRmax) e mínima (AIRmin) resposta inflamatória aguda. Os resultados demonstram que os animais AIRmax apresentam suscetibilidade à doença, assim como a linhagem classicamente utilizada na literatura para desenvolvimento do modelo de EAE, C57BL/6. Já a linhagem AIRmin não desenvolve nenhuma alteração clínica motora, confirmando o fator de resistência desta seleção ao desenvolvimento de EAE. A análise global gênica demostrou que vias de sinalização relacionadas a esta doença estão inibidas nos animais AIRmin. Assim, podemos sugerir que estas vias têm um papel fundamental no desenvolvimento da EAE, e estes animais poderiam ser utilizados para avaliar a importância destas vias e de genes moduladores deste processo. Dada a importância do background genético para a redução e refinamento da utilização de animais, podemos sugerir que o trabalho colaborativo entre bioteristas e pesquisadores pode ser de extrema relevância para um delineamento/desenho experimental de um projeto científico.
Link to cite this reference
https://repositorio.butantan.gov.br/handle/butantan/4205
Issue Date
2022


Files in This Item:

Existing users please Login
TCC_Douglas Felipe Da Silva.pdf
Description:
Size: 698.46 kB
Format: Adobe PDF
Embargoed until January 1, 2099    Request a copy
Show full item record

The access to the publications deposited in this repository respects the licenses from journals and publishers.