Estudo comparativo entre anestesia dissociativa e anestesia inalatória para inoculação intracerebral em camundongos


Publication type
Academic monograph
Language
Portuguese
Access rights
Open access
Abstract
This work seeks to show a comparative analysis between dissociative anesthesia and inhalational general anesthesia used in intracerebral inoculations of mice. The intracerebral inoculation technique (challenge) is used in Biological Quality Control for the potency tests of the rabies vaccine and vaccines with a pertussis component. Intracerebral inoculation is an invasive and painful procedure for the animal, due to the increase in intracranial pressure and, therefore, it is essential to perform anesthesia before the procedure so that the inoculation is performed safely and painlessly, allowing greater comfort to the animal and less variability of the technique. For many years, dissociative anesthesia was the only approach used in laboratory animals, but with the development of studies and research, other approaches, such as inhalation anesthesia, have become increasingly used, providing a lot of safety and good results. Evaluating both anesthesia techniques, we observed that the animals submitted to inhalation anesthesia reached the adequate anesthetic plane more quickly, a quick recovery and low mortality, when compared to dissociative anesthesia. In conclusion, this work showed that for the intracerebral inoculation procedure, the inhalational anesthesia approach is more satisfactory.
Abstract in Portuguese
Este trabalho busca mostrar uma análise comparativa entre a anestesia dissociativa e anestesia geral inalatória utilizada em inoculações intracerebrais de camundongo. A técnica de inoculação intracerebral (desafio) é utilizada no Controle de Qualidade Biológico para os testes de potência da vacina da raiva e vacinas com componente pertussis. A inoculação intracerebral é um procedimento invasivo e doloroso ao animal, devido ao aumento da pressão intracraniana e, por isso é fundamental a realização de anestesia antes do procedimento para que a inoculação seja realizada de forma segura e indolor, permitindo um maior conforto ao animal e menor variabilidade da técnica. Durante muitos anos a anestesia dissociativa foi a única abordagem utilizada em animais de laboratório, mas com o desenvolvimento de estudos e pesquisas, outras abordagens, como a anestesia inalatória, tornam-se cada vez mais utilizadas, fornecendo bastante segurança e bons resultados. Avaliando ambas as técnicas de anestesia, observamos que os animais submetidos a anestesia inalatória atingiram mais rapidamente o plano anestésico adequado, uma recuperação rápida e baixa mortalidade, quando comparada com a anestesia dissociativa. Em conclusão este trabalho mostrou que para o procedimento de inoculação intracerebral a abordagem da anestesia inalatória é mais satisfatória.
Link to cite this reference
https://repositorio.butantan.gov.br/handle/butantan/4227
Issue Date
2022


Files in This Item:

TCC_Vlademir de Souza Pessoa.pdf
Description:
Size: 1.09 MB
Format: Adobe PDF
View/Open
Show full item record

The access to the publications deposited in this repository respects the licenses from journals and publishers.