Os primórdios da coleção herpetológica Alphonse Richard Hoge do Instituto Butantan (São Paulo, Brasil) – Sua origem e desenvolvimento até 1944

Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributorCurso de Especialização em Animais de Interesse em Saúde – Biologia Animalpt_BR
dc.contributorLab. Coleções Zoológicaspt_BR
dc.contributor.advisorFranco, Francisco Luíspt_BR
dc.contributor.authorSilva, Larissa Ferreira dapt_BR
dc.date.accessioned2023-08-18T16:06:38Z-
dc.date.available2023-08-18T16:06:38Z-
dc.date.issued2023pt_BR
dc.date.submitted2023-02-08-
dc.identifier.urihttps://repositorio.butantan.gov.br/handle/butantan/5038-
dc.format.extent44 p.pt_BR
dc.language.isoPortuguesept_BR
dc.rightsRestricted accesspt_BR
dc.titleOs primórdios da coleção herpetológica Alphonse Richard Hoge do Instituto Butantan (São Paulo, Brasil) – Sua origem e desenvolvimento até 1944pt_BR
dc.typeAcademic monographpt_BR
dc.subject.keywordserpentespt_BR
dc.subject.keywordmuseupt_BR
dc.subject.keywordcoleção zoológicapt_BR
dc.contributor.butantanSilva, Larissa Ferreira da|:Aluno|:Curso de Especialização em Animais de Interesse em Saúde – Biologia Animalpt_BR
dc.contributor.butantanFranco, Francisco Luís|:Pesquisador|:Lab. Coleções Zoológicaspt_BR
dc.identifier.bvsccBR78.1pt_BR
dc.identifier.bvsdbIBProdpt_BR
dc.degree.levelEspecializaçãopt_BR
dc.degree.grantorEscola Superior de Ensino do Instituto Butantanpt_BR
dc.degree.localSão Paulopt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-graduação Lato Sensupt_BR
dc.description.abstractptA Coleção Herpetológica Alphonse Richard Hoge do Instituto Butantan possui mais de 120 anos de existência e, até 2010, ano que um incêndio destruiu cerca de 90% do seu acervo, era a maiores coleções de serpentes do mundo, com representatividade mundial e cerca de 90.000 espécimes colecionados, entre espécimes tombados e por tombar. O objetivo deste trabalho é apresentar o histórico da gênese da referida coleção, do seu gerenciamento e crescimento, de 1896 até o ano de 1944. Para tal, consultamos os Relatórios Anuais do Instituto Butantan, de 1901 a 1944, e publicações diversas. Sua formação, por iniciativa de Vital Brazil, ainda antes de fundar o Instituto Butantan, é bastante própria, tendo se raízes nos estudos de Vital Brazil sobre venenos, soroterapia e diversidade de serpentes, fundamentais para a elaboração dos soros antivenenos. Ganhou estrutura formal e reconhecimento institucional a partir de seu curador João Florêncio Gomes, em 1912, sendo este o seu fundador. Junto a ela, trabalharam renomados herpetólogos, como Afrânio do Amaral e Alcides Prado. Além dos importantes e diversificadas permutas com instituições das Américas, Europa e Ásia, uma outra peculiaridade é a fundamental participação da população no fornecimento de espécimes em grande quantidade e procedentes de todo o território Brasileiro. Isto devido à uma campanha de sucesso pensada e executada por Vital Brazil, que conseguiu de diversas instâncias governamentais, transportadoras públicas e privadas, linhas férreas e muitas outras formas de transporte, o encaminhamento gratuito das serpentes capturadas por pessoas no campo, em todo o território nacional para o Butantan e a devolução das caixas de transporte e relatórios. A população brasileira, por puro altruísmo, colaborou de forma preponderante para o seu crescimento e representatividade no território nacional.pt_BR
item.fulltextSem Texto completo-
item.languageiso639-1Portuguese-
item.grantfulltextnone-
item.openairetypeAcademic monograph-
crisitem.author.dept#PLACEHOLDER_PARENT_METADATA_VALUE#-
crisitem.author.orcid#PLACEHOLDER_PARENT_METADATA_VALUE#-
Appears in Collections:Animais de Interesse em Saúde – Biologia Animal

Show simple item record

The access to the publications deposited in this repository respects the licenses from journals and publishers.